O Bairro do Amor

Uma varanda debruçada para a vida

segunda-feira, agosto 01, 2005

Rapaz do bengaleiro do Frágil (8)

.
Na sexta feira à noite, dirigí-me a ele, com o coração na garganta e suores gelados, e verbalizei tudo o que me ia na cabeça, com todas as letras:

- Olá...!

7 Comments:

  • At 11:43 da tarde, Blogger Monastero said…

    Não te ía muito na cabeça...

     
  • At 1:37 da manhã, Blogger Nic said…

    ah o rapaz tem bengaleiro...

     
  • At 10:51 da manhã, Blogger Zoick said…

    lol
    Grande coragem!
    Também lá estive na sexta e nem falei com o bengaleiro...

     
  • At 1:20 da tarde, Blogger Draco said…

    E como resposta...?

    É que se soubeste dizer bem esse "olá", muita coisa pode ter acontecido!

    ;-)

     
  • At 4:47 da tarde, Blogger Tongzhi said…

    Falar com o bengaleiro???? Só mesmo tu, Zoick!
    Um Olá é um bom começo... Agora é ir em frente!

     
  • At 9:24 da tarde, Blogger astianax said…

    De facto não costumo ter muita coisa na cabeça - até o couro cabeludo já viu melhores dias - e depois dá nisto.

    O resultado é que ele também me disse Olá, como é costume. E pronto. Mas foi o Olá mais cheio de sentimento que ele ouviu durante toda a noite, tenho a certeza.

    Zoick, tens que ser mais simpatico para o rapaz. Para a próxima deseja-lhe uma boa noite. Mas sem muitas confianças!

     
  • At 3:51 da manhã, Anonymous bengalis fragilis said…

    Fantástico.

     

Enviar um comentário

<< Home